O HOMEM BEM RESOLVIDO


Talvez seja muita prepotência da minha parte tentar classificar o padrão de classe “ideal” masculina – o homem bem resolvido. Entretanto, outro dia descrevi o perfil que acredito ser o reflexo da mulher bem resolvida e, para minha grata surpresa, obteve várias reações positivas entre as mulheres que, de alguma forma se viram representadas e homens que compactuaram com a definição. 

Hoje vou testar a receita inversamente proporcional e indicar as características dessa persona pela qual algumas mulheres juram estar extinta, enquanto outras asseguram que nunca existiu - o homem bem resolvido. 

Segundo a classificação científica dos pesquisadores da universidade de Atenas, localizada no extremo sul da odisseia terrestre, homem bem resolvido é o cruzamento das boas intenções teóricas com a objetividade prática, ou seja, a mistura daquilo que a mulher deseja e precisa embrulhado numa única embalagem, resultando na espécie “homo-antenadus” (ou literalmente, pessoa que dedica atenção aos mínimos detalhes). 

Homem bem resolvido é aquele que possui o dom natural de arrancar sorrisos alheios em dias que até mesmo Adam Sandler parece ter perdido a graça. Pode até ser que este tipo de homem eventualmente não abra a porta do carro pra você entrar e nem diga que te ama a todo instante feito um papagaio adestrado. Geralmente tal figura foge as regras convencionais, porque prefere ser espontâneo ao pronunciar aquilo que você deseja ouvir apenas nos momentos em que você mais precise escutar e o mais importante: no instante exato em que ele sente a necessidade de dizer. 

Honestamente, esse é o cara que nunca sentirá desconforto nem irá criar barreiras em estar com alguma mulher fora dos padrões estéticos que a sociedade exige. Ele percebeu há muito tempo que barriga de tanquinho e bundinha empinada têm prazo de validade, portanto prefere conhecer almas malhadas por pesados atributos intelectuais. 

Estar ao lado deste homem é tão agradável que qualquer programa mediano se torna esplêndido e qualquer cômodo (por minúsculo que seja) da casa, acaba sendo convidativo aos prazeres da carne – seja num filme interrompido para despejar a sobrecarga de amor em pleno sofá da sala ou quem sabe numa nova receita de macarrão instantâneo ao molho “reciclê di geladeira”. Tudo isso acompanhado por cervejas, risos e manias de casais que fogem a razão da compreensão alheia. 

Elevar o grau sempre foi o seu hobbie favorito, portanto, trata princesa como rainha, paixões como amores e possibilidades como conquistas. Por entender a importância da união sólida, este homem sempre estará radiante com as vitórias da parceira e só irá competir por pódios cujo topo esteja a altura de ambos. 

Este cara existe sim! Talvez você, espetáculo de mulher, não tenha encontrado ele por adotar critérios seletivos equivocados. Esqueça essa história de homem rico (a não ser que você esteja à venda), elimine essa pretensão de tão somente optar por beleza física e renuncie ao estímulo de ser submissa às vontades que não são suas. Todas essas mazelas (financeiras e estéticas) podem ser adquiridas, mas caráter é condição nata e intransferível. 

Homem bem resolvido é aquele que sabe o que sente e por isso ensina o que sabe!


DIEGO AUGUSTO.

Mineiro de Belo Horizonte, engenheiro de produção por profissão e escritor por paixão. Amante da vida e das pessoas, acredita que os sonhos embalam a vida e o amor propulsiona os sonhos. Odeia o mais ou menos e pessoas que querem progredir cedo acordando tarde. Apreciador de cervejas e conselheiro de temas que pautam as mesas de bares. 

Postar um comentário

My Instagram

Copyright © O amor é brega. Designed by OddThemes