Top Menu

EU CONTINUO AQUI


Algumas vezes eu pensei em desistir. Minto muitas vezes eu desisti! Por mais que eu não tenha verbalizado, que eu não tenha tornado isso público, lá no fundo eu sabia que para mim já tinha acabado. Eu não tinha mais vontade de fazer nada, já não sentia a alegria de antes, o que me trazia calma e paz havia se tornado um fardo. Muitas vezes mais pesado do que eu podia aguentar. Por fora, quem via aquele sorriso disfarçado nunca ia imaginar o que realmente estava acontecendo. Eu ia empurrando as coisas, na verdade não queria admitir nem para mim mesma que eu havia desistido.

Desistir não é errado, não é vergonhoso, não é o mesmo que fracassar. Muitas vezes desistir é a motivação que precisamos para voltar. Voltar ainda mais motivados, com ainda mais vontade de dar o nosso melhor, de fazer as coisas acontecerem, de mudar tudo ao nosso redor, de mudar a nós mesmo.
Muitas pessoas desistem ao longo da vida de seus sonhos, mas têm vergonha de dizer isso. Têm medo de acharem que elas fracassaram, que não são boas. Falam sobre pausas, sobre dar um tempo para respirar, para repensar seus objetivos. Pois eu digo com todas as letras EU DESISTI!

Mas foi a partir do momento que eu fui capaz de admitir isso para mim mesma que eu consegui entender a importância de tudo isso na minha vida e de como ela seria se eu realmente não voltasse.
Por isso, depois de desistir eu continuo aqui.

Eu continuo aqui, porque foi aqui que eu me encontrei, que me identifiquei que conheci pessoas incríveis e me aprendi muito. Eu continuo aqui, porque depois de desistir e tirar esse tempo para mim e eu descobri que aqui é o meu lugar e não sei o que faria sem ele.

TAMARA PINHO.
Jornalista por amor (e formação), mineira, e sonhadora como uma boa pisciana. Vivo na internet, então é fácil me achar. Acredito que a escrita é libertadora e nos possibilita viver em diversos mundos ao mesmo tempo.

INSTAGRAM | TWITTER

Postar um comentário

Layout OddThemes | Distribuído por Gooyaabi | Modificado por Mafê Probst