O amor é brega. E quem não é?

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Obrigada por ter ido embora




Eu te disse que nada fazia sentido pra mim e que acreditava que nunca faria. Eu fui bem inocente, mas eu queria ver amor onde não tinha. Hoje tudo faz sentido. 

Hoje eu sei e sinto o que é amar e ser amada por completo. Ter alguém que só quer o meu bem e que viraria o mundo do avesso se fosse preciso para me ver bem. Você não virava nem de lado na cama. 

Eu queria revirar o mundo para você entender o quanto eu te amava, mas não sei quem estava mais cego. Hoje não sei se cego é a palavra mais certa para você. Talvez acomodado se encaixe melhor.

E aí foi o problema de tudo: você acomodado e eu sem querer ver. E a gente foi deixando ser, se desgastando e deu no que deu. Deu ruim? Deu muito ruim. Mas também deu bom, deu muito bom.

No começo foi ruim porque eu não queria ver a realidade que tava ali na minha cara brilhando tipo sirene de ambulância. Só que depois que eu percebi tudo o que tinha acontecido, o quanto eu merecia e o que o mundo me reservava, eu agradeci por tudo o que aconteceu.

Mas eu não me arrependo de ter amado demais. A gente precisava disso. Eu sempre te disse que eu acho que tudo acontece por algum motivo. E eu precisava disso para saber o quanto eu mereço e que eu posso sim ter o que eu mereço, como eu tenho hoje. O por quê você precisava? Não sei. Mas espero que você descubra um dia, assim como eu descobri. 

E eu só tenho uma coisa a dizer: obrigada por ter passado pela minha vida, ter me feito viver tudo o que vivi e, mais do que tudo, obrigada por ter ido embora da minha vida.



MARINA COUTO.
21 anos, estudante de Letras, forrozeira e apaixonada por palavras. Escrevo pra me sentir livre, não tenho destinatário certo, acho que assim fico mais desapegada e escrevo Com a alma. Gosto de escrever para as outras pessoas saberem que não estão sozinhas. Quem vai ser meu interlocutor? Quem ler decidirá se aceita ser ou não. Se você se identificar, é um novo interlocutor, escreverei pensando que não estou só. Escreverei pra nós

BLOG | FACEBOOK | FANPAGE | INSTAGRAM

0 comentários:

Postar um comentário