O amor é brega. E quem não é?

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

MEU DESEJO É VOCÊ



Essa coisa de tentar explicar de onde vem o desejo é perda de energia.
É ter certeza que palavras não servem porque é como água que brota em nascente, como coisa que se acomoda teimosa dentro da gente - no corpo e na mente. É como criança que cuidadosamente se aninha no colo de mãe e de lá não sai.

Tenho vontade de te explicar pro meu coração, mas quando ele te olha só sente aquela sensação boa de inverno com solzinho quente na medida certa, abraçando a pele. Tenho convivido com aquele sentimento de que a vida não pode ser mais maravilhosa e que se ela for um milésimo de segundo mais perfeita é capaz do céu explodir e virar serpentina.
Meu desejo é como café quente que a gente sabe que queima a língua mas bebe mesmo assim.
É língua molhada sem pudor.

O desejo de tão apetecível é incômodo. Sempre implora por explicações que nunca são dadas. Porque ao mesmo tempo, rejeita todo e qualquer raciocínio lógico.
Então, só me dê a mão quando eu a estender para você. Só me acompanhe até a cama quando eu estiver procurando pelo seu colo ou pelo seu sexo. Ou pelos seus ouvidos quando eu estiver triste demais, e precisar do seu incentivo. Ou dos seus elogios exagerados, e cobertos de boas intenções.
Se dedique ao que não pode explicar, devote-se a divindade do que não é concreto mas nem por isso menos palpável.

Me faça derreter como quando me olha com admiração só porque eu te deixo, às vezes por raiva e outras por perplexidade, sem palavras.
Me faça continuar sem poder te explicar, porque o melhor da vida nunca caberá em qualquer verbalização.

Fica, amor.



ALINE VALLIM
Tenho 31 anos, escritora, professora de inglês, aquariana, feminista, blogueira e problematizadora, não necessariamente nessa ordem. Quero escrever e espalhar pelo mundo minhas linhas. Viciada em café e mate. Espero loucamente que a empatia salve o mundo e possamos de verdade, nos desfazer de tudo o que nos prende. E sejamos finalmente, livres. .

0 comentários:

Postar um comentário