O amor é brega. E quem não é?

terça-feira, 17 de outubro de 2017

CRESCER DÓI!



Eu já tinha escutado isso por aí quando eu era apenas uma criança... Hoje faz todo o sentido. Crescer dói e não só pelas inúmeras responsabilidades que você passa a ter, mas principalmente pela percepção mais realista que ganhamos sobre o mundo ao nosso redor. 

De uma hora para a outra, de repente, por uma mera palavra dita ou por uma atitude irreparável, aquela pessoa que você acreditava que estaria ao seu lado para sempre  seja um amigo, um parente, um namorado ou quem for , te decepciona. Mas não é uma decepção qualquer, um deslize relevante ou coisa do tipo, é uma decepção que muda não só o seu olhar sobre ela, mas principalmente o seu sentimento por ela.

E, infelizmente, isso não acontece só com quem amamos (e aí eu me lembro da célebre frase "quem você mais ama pode ser quem você menos conhece"), mas também com lugares, planos e escolhas.

Aqueles dois que eram inseparáveis, hoje são meros desconhecidos. Aquele caminho que era fundamental, hoje é desnecessário. Aquele objetivo que era indispensável, hoje já não significa mais nada. O tempo passa e leva com ele aquilo que já permaneceu pelo tempo que deveria (ou que foi embora porque não era forte o bastante para se manter).

Na verdade, não importa o motivo... Até porque, saber qual foi ele não vai amenizar a sua dor, não vai aliviar o seu desapontamento. Laços são desfeitos e contos são rompidos a todo instante. Embora isso seja doloroso, também é fundamental para você perceber que, mesmo entre cacos, partidas e lembranças, você sempre poderá contar com si próprio de forma plena e completa.


BEATRIZ ZANZINI.
Jornalista, escritora e filósofa de bar. Escrevo em uma tentativa de me descobrir e também de desvendar o mundo. E então percebi que, ao compartilhar minhas ideias e sentimentos, às vezes consigo ajudar não só a mim mesma, mas também outras pessoas que se identificam com as minhas vivências. Isso me traz uma inspiração ainda maior a cada dia.

0 comentários:

Postar um comentário