O amor é brega. E quem não é?

segunda-feira, 15 de maio de 2017

NÃO ME DEIXE IR

(ouça enquanto lê: Thirty Seconds To Mars - Stay)

Não espere que a porta se feche para perceber que eu fui. Não espere a manhã seguinte para acordar sozinho e então se dar conta de que não voltarei, que não vou estar com você na hora do café, nem nas pizzas da madrugada, nas cervejas do fim de semana,ou nos filmes do feriado. Eu estou te mostrando que você está me perdendo aos poucos; eu não quero ir, mas só você pode me fazer ficar, só depende de você.

Eu sei que você também não quer que eu vá, mas se eu não for agora, todas as nossas memórias boas serão apagadas, atropeladas por discussões momentâneas que aos poucos estão acabando com o que sentimos, com a paixão e com o amor que nutrimos um pelo outro.

Eu ainda consigo me lembrar de quando nos conhecemos, naquele dia quente de janeiro, eu apressada, suada e cansada, tinha tido um dia difícil. Você calmamente sorriu e perguntou se eu queria dividir o táxi com você, e desde esse dia passamos não só a dividir os táxis, mas também a vida, as felicidades e as conquistas.

Eu não quero que você sinta que eu depositei todo o peso da relação apenas em você, que dizer que só depende de você para que eu não vá, faz com que eu não me importe e que não esteja disposta a mudar. Pelo contrário, eu já mudei e por eu ter mudado e você não ter percebido é que chegamos a esse ponto. Mas eu não te peço nada demais, eu só estou te mostrando que basta uma palavra sua para que eu fique. Basta que você não me deixe ir, me diga que quer que eu fique, eu não vou pensar duas vezes antes de voltar para você.

Mas não espere eu partir para descobrir que me perdeu, estou te dando todas as chances de me impedir de ir, agora só falta você me dizer se quer que eu fique junto de você, porque meu corpo pode ir, mas meu coração sempre ficará aqui.



TAMARA PINHO.
Jornalista por amor (e formação), mineira, e sonhadora como uma boa pisciana. Vivo na internet, então é fácil me achar. Acredito que a escrita é libertadora e nos possibilita viver em diversos mundos ao mesmo tempo.

0 comentários:

Postar um comentário