O amor é brega. E quem não é?

quarta-feira, 10 de maio de 2017

AMOR ACONTECEU.



Eu acho que amar é coisa que acontece e a gente não controla, é simples, por isso que muita gente tem dificuldade de aceitar; o simples assusta. Eu acho que amar é querer o bem de alguém, e se sentir bem com alguém é uma coisa que traz um bem e uma paz danada pro nosso interior.

É uma coisa que eu não sei bem definir, exatamente o que eu sinto por você, mas que acontece. Acontece e a gente só aceita, porque como dizem por aí, certas coisas não foram feitas para serem entendidas, apenas sentidas. E por isso as coisas estão como estão, porque ninguém se permite sentir mais.

Mas você me mostrou que vale a pena me permitir sentir, deixar o medo um pouco de lado e viver. Nunca te contei detalhes sobre experiências passadas que já me machucaram, que ao longo do tempo me fizeram ser uma pessoa fechada, e que já tinha decidido não se envolver com mais ninguém por um tempo.

Só que como nunca sabemos o dia de amanhã, você apareceu. Assim, do nada. revirou minha vida toda, fez uma bagunça aqui dentro de mim, e descobri que minha melhor versão é essa, bagunçada, mas com você sendo parte dela.

E me mostrou o que é amor, da forma mais louca e intensa. E eu tenho amado isso desde então.
Você me mostrou que amor é algo simples e extremamente prazeroso, bom de sentir. Me mostrou o amor da forma mais pura e delicada, que deixa tudo mais bonito.

Desculpa se pareço chata, e se peço muitas desculpas, mas eu não tenho culpa por sentir demais.
Ainda mais quando encontro reciprocidade, como encontrei em você.

MARINA COUTO.
21 anos, estudante de Letras, forrozeira e apaixonada por palavras. Escrevo pra me sentir livre, não tenho destinatário certo, acho que assim fico mais desapegada e escrevo Com a alma. Gosto de escrever para as outras pessoas saberem que não estão sozinhas. Quem vai ser meu interlocutor? Quem ler decidirá se aceita ser ou não. Se você se identificar, é um novo interlocutor, escreverei pensando que não estou só. Escreverei pra nós

0 comentários:

Postar um comentário