O amor é brega. E quem não é?

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

ANTES QUE O ANO ACABE


Antes que o ano acabe, quero te lembrar que as pessoas à sua volta não são eternas, algumas são apenas passageiras, então deixe-as sempre com o melhor que você puder dar. Quero lembrar de todos os amigos que por aqui estiveram, mas que por discrepâncias do destino se afastaram. Quero lembrar de vocês, de cada um, de cada momento, de cada risada, de cada festa, de cada tombo, de cada ressaca (inclusive as morais, que a gente nem precisou beber para ter).

Antes que o ano acabe, quero te lembrar do quanto você é especial pra mim. Quero te lembrar daquele dia em que desceu do ônibus e veio em minha direção sem que ambos tivéssemos a noção do quanto um seria importante pro outro durante um ano inteiro, do quanto poderíamos crescer. Quero te lembrar de todas as vezes que te fiz sorrir, que te fiz ficar querendo gritar de tanta raiva, quando eu resolvia silenciar por causa dos monstros da minha mente. Quero te lembrar de que tudo em mim foi verdadeiro e continuará sendo, mesmo que adormeça. O amor não continuará sendo, porque ele já é. Fixou. Sempre te rezo e te guardo dentro do melhor de mim: o coração.

Antes que o ano acabe, quero te lembrar que a vida vale a pena SIM, que é preciso aproveitar cada momento que ela nos dá, que é preciso crer em dias melhores – porque eles possuem um jeito meio maluco de aparecer em nossas vidas, quando tudo parece estar errado, mas sempre aparecem. Quero te lembrar de nunca, em hipótese alguma, desvalorizar um sentimento; nunca, em hipótese alguma, desvalorizar alguém, porque todo mundo possui seu próprio valor.

Antes que o ano acabe, quero que tire um tempo só para ti, que respire...e deixe a vida acontecer. As vezes, a gente se preocupa demais em viver, mas acaba nem vivendo. Se distraia um pouco, as melhores coisas te acontecem quando você nem ao menos percebe – mas seja cuidadoso ao acontecer, porque as melhores coisas não acontecem com replay, e nós não temos o valioso poder de voltar a viver algo que foi bom, ele apenas torna-se inesquecível.

Antes que o ano acabe, quero que lembre de tudo e quero que guarde apenas o que ficou de bom. É necessário fazer uma limpeza e carregar consigo somente o que faz teu coração sorrir, e que o resto seja somente aprendizado. Porque quero lembrar de 2016 assim, como o ano em que vivi tudo que pude, mas filtrei e guardei aquilo que há de melhor.

E quando, por fim (ou recomeço) o novo ano chegar, comece-o com um sorriso. Daqueles bem espontâneos. Dizem que aquilo que fazemos durante a entrada de um novo ciclo repercute durante o ano inteiro. Seja positivo, tudo vai dar certo.


MARIANNE GALVÃO.
Marianne Galvão,1990, escritora, blogueira, libriana e nordestina; é amante das palavras e filha do tempo. apreciadora nata de tudo aquilo que faz sentir o sangue quente viajando entre as veias, transborda sensações e sentimentos urgentes através da escrita. Escritora do livro "tempo do tempo: as estações do coração."

0 comentários:

Postar um comentário