O amor é brega. E quem não é?

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

ADMITIR SAUDADE NÃO FAZ NINGUÉM VOLTAR, SABIA?

❁ Ouça enquanto lê: Chimarruts - Versos Simples 

— Oi, estou com saudades.

E, somente com essa mensagem, todas as lembranças caíram em meu colo (como se fossem um paraquedas), não me pediram licença, se acomodaram e aqui estão. Fecho os olhos e consigo me lembrar de cada cheiro, gosto, risadas e até mesmo das lágrimas. Aquelas que derrubei todas as vezes em que você insistia em dizer que eu fazia tudo errado e, “cuidadosamente”, apontava cada defeito que eu tinha. Até aquelas manias, que todo mundo dizia que eram bonitinhas, você criticava — diariamente eu era lembrada de que algo em mim não se encaixava. O meu sorriso tímido, meu óculos quadrado ou meu andar desajeitado.

Fecho os olhos e consigo lembrar das noites em claro que passei, de como chorei pedindo para que você não partisse, mas mesmo assim você se foi. Nada era mais como antes, as músicas nunca fizeram tanto sentido e pessoas nunca estiveram tão sem graça. O mundo perdeu a cor e eu apenas chorava, por ter entregado todo meu coração para alguém, que diariamente me criticava.

Durante tempos eu mandei mensagens com esse mesmo conteúdo, “tenho saudades”, e nunca obtive resposta. Frequentei alguns lugares só para poder te ver e, quando eu te avistava, você me ignorava. Então reuni todo aquele amor que tinha dentro de mim, e decidi seguir.

O tempo passou, a vida mudou, outra música tocou e eu simplesmente segui. Percebi, enfim, que de você eu não queria mais nada. Sabe o que acontece, camarada? A sua saudade está grande, né? Aquela que, durante longo tempo, eu dizia ter, e hoje você quem veio atrás. Ainda assim, te agradeço. Por ter me tornado mulher, forte, e por ter me deixado chorar sozinha.

A vida seguiu, a primavera surgiu e você, hoje, não mais me importa. Quando essa saudade, que você insiste tanto em dizer que tem, bater aí bem no fundo do seu peito, faça como eu. Coloca a nossa música, aumenta no último volume e chora. No início vai ser difícil, mas depois tudo isso vai embora. Acredite em mim, eu te agradeço e estou bem melhor agora.

ANDRESSA LEAL.
Andressa, desde 1986. Mauá - SP, uma mulher cheia de mistérios e repleta de poesias, encontrei nos textos e poesias minha fuga, meu refugio, meu mundo, algo só meu que compartilho com você. Aqui serei simplesmente eu, textos que nem na pagina do facebook eu posto aqui irei postar. Um dia sem poesia para mim é um dia em vão!

1 comentários: