O amor é brega. E quem não é?

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

ACORDA PRA VIDA E SEGUE UM NOVO RUMO, MOÇA!



Deixa eu te contar um segredo: você não precisa se submeter a tantas coisas para provar que gosta de alguém. Valorize-se! É importante. Implorar qualquer tipo de afeto apenas massageia o ego de quem não sabe o que quer, e precisa provar o gosto do valor da disputa. Não perca seu tempo insistindo em que não insiste em você. Deixe de lado, não vale o investimento. O "antes só" é melhor do que desamparada e sendo segunda escolha quando a carência aflora.

O mundo é grande demais para insistir em uma pessoa que não te procura quando você merece ser encontrada. Você é incrível demais para ficar se lamentando pelos cantos por babaca que não soube valorizar o que você tinha de melhor. Orgulhosa o bastante para não implorar presença de quem quis partir. Focada ao extremo para rascunhar passado e determinada o suficiente para perceber que a vida te livrou do que não podia ser mais seu, do que já era carga, peso, entulho, descartável e raso a ponto de não te fazer transbordar.



Acorda para a vida e segue um novo rumo! Existe um mundo lá fora que precisa ser visto. Se trancar dentro de você mesma só atrasa seus passos e impede que você conheça quem realmente vale a pena.
Não estou dizendo pra sair abraçando o mundo com as pernas e reforçando a ânsia de ter tudo de uma só vez. O que quero que entenda que por mais que alguém tenha te feito sofrer, é preciso passar uma borracha, aceitar o fatos e lidar com o "daqui em diante!"

Você é suficientemente capaz de esquecer quem não te valorizou e não deu suporte quando gritou por socorro. A gente só faz ficar quem faz de tudo por nós, caso contrário é mera vaidade, que merece ficar para trás. Cuide de você e do amor próprio. Se valorize mais e reforce outras tantas coisas que merecem sua atenção. Confia sua vida nas mãos de Deus, ele tarda mas não falha. Esteja certa de que Ele te livrou de algo ruim para te contemplar com algo maravilhoso.



ROGÉRIO OLIVEIRA.
Escritor, publicitário, boêmio, amante da fotografia e da vida. Perceptivo e leitor de sentimentos alheios.

0 comentários:

Postar um comentário