O amor é brega. E quem não é?

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

NÃO ESPERE O AMOR DA SUA VIDA SENTADA.


Ei, garota dos olhos afoitos, não pressione o amor. Acalma o teu coração. Não é jogando ameaças ao vento que você vai convencer o destino de que está pronta para viver um grande romance. Tudo tem seu tempo. Não adianta ficar roendo as unhas; remoendo desamor; choramingando pelos cantos.

Aproveita esse intervalo sozinha para cultivar o amor-próprio, descobrir sabores e sensações. Aproveita para cometer uma loucura, viajar para Amsterdã na primavera e pular carnaval em Salvador. Só, por favor, não estacione. Não pare de dançar. Não espere o amor da sua vida sentada, olhando para as paredes e reclamando a falta de sorte. Vai para o meio da pista e faça teu vestido girar até amanhecer.

Esqueça das horas. Solta a voz no karaokê. Assista uma comédia enquanto se empanturra de pipoca doce e mata a sede com cerveja. Pinta o cabelo de ruivo; loiro; preto; cor-de-rosa; da-cor-que-quiser. Muda de casa. De roupa. De opinião. Escuta Caetano; Safadão; Sandy e Junior. Mistura o doce com salgado. Os amigos do cursinho com os de infância. Se divirta; se permita; sorria, moça do nariz pequeno.

Quando você aprender a ser feliz sozinha, o universo vai te surpreender com alguém de alma bonita. Alguém para somar as alegrias, dividir as tristezas e as dívidas. Dormir de conchinha. Te chamar de linda, mesmo sem maquiagem e dentro daquele pijama rasgado que você adora. Alguém que vai te dar colo e chocolate quando estiver carente. Que vai ser teu fiel companheiro.

Calma moça, respeita o tempo. Não fica caçando amor nas esquinas, deixa que ele te encontre na fila do pão. Na biblioteca pública. No metrô. Na missa do galo. No balcão do bar. O acaso pode até se atrasar, mas quando chega não dá ponto sem nó — transforma o encontro em poema e o eterniza.

Não aceita qualquer coisa por medo de não conseguir nada. Qualquer coisa não é suficiente. Qualquer coisa não rende. Não satisfaz. Fere. Prende. Suga a energia. Qualquer coisa é desperdício de tempo — e tempo a gente não dissipa. Deixa acontecer naturalmente, cada coisa no seu momento. Não se prive, VIVA. Aguarde aquele que ganhará o céu com você; que será teu melhor amigo; o teu AMOR. Mas, aguarde dançando; sorrindo para o céu; tomando sorvete de pistache; lendo um livro.



KAUANE MELLO

Vivo com a cabeça no mundo da lua e o peito na palma da mão. Me atraso com facilidade para os compromissos, mas tenho pressa de viver. Sou sagitariana — sincera, aventureira e piadista. Mais menina que mulher. Mais criança que adulto. Mais maluca que você imagina. Sorrio sem motivo, me distraio com as estrelas e me desmancho pelas miudezas da vida. Aspiro conhecer os mais diversos lugares do mundo, mas decidi começar pelo coração.
FANPAGE  |  INSTAGRAM

2 comentários:

  1. "O acaso pode até se atrasar, mas quando chega não dá ponto sem nó — transforma o encontro em poema e o eterniza." <3 <3 <3
    Que texto mais lindo Kau!!!
    Amei =)

    ResponderExcluir
  2. Mari, cachinhos do amor, obrigada. Lindezaaaaaa! <3

    ResponderExcluir