O amor é brega. E quem não é?

terça-feira, 28 de junho de 2016

Eu tenho medo de amar, mas você até que tem chances comigo


Vai entrando pela porta, meu amor, mas não entenda que por entrar aqui vai rolar a bagunça que quiser. Eu já deixei que entrassem por essa mesma porta e a sensação que tive foi que pularam a janela e a deixaram aberta e eu fiquei ali de pé e rodeada pela bagunça deixada e congelando por um vento frio que nunca ia embora. Por isso mesmo vedei as janelas e tranquei a porta com chave, tranca interna e ferrolho, pra ninguém se atrever a tentar entrar.

Você me deu vontade de abrir a cortina e me disse que eu era linda. Me disse que eu era generosa, inteligente e de bom coração. Acho que vale a pena tentar. Porque sabe como é, nunca me trataram tão bem e eu não estou acostumada com esse tipo de mordomia. Eu preciso é que você me ajude a não achar tudo isso demais ou que eu não mereço isso. Eu sei que se tem algo que eu mereço é ser feliz e vai ser muito bonito se você fizer parte da minha felicidade atual.

E quando for se acomodando, diz logo o que te deixa confortável e o oposto também. Eu tô aqui disposta a me encaixar no seu mundo, assim como vou te dar as coordenadas pra dar conta do meu. Te deixo ficar do meu lado do sofá, sujar meu lençol (comigo), beber café na minha xícara e dizer coisas no meu ouvido.

Eu te disse que eu era problemática, que tinha medos e que pecava pelos excessos e pela falta. Mas eu esqueci que isso é coisa do ser humano e que estamos aí para aprender com os erros.
Você me disse pra ser paciente, pra pensar bem se era isso mesmo que eu queria e eu estou confiante pela primeira vez que estar com alguém me deixa feliz e é recíproco. Sorrir com você, olhar nos seus olhos e te abraçar já fazem o meu dia valer a pena.

Parece até que você é um tipo diferente de pessoa. Porque ninguém estava valendo a pena até então.
Entra, faz pouca bagunça e ajeita as suas trouxinhas no seu canto do guarda-roupa. A casa é sua, meu amor.


JU UMBELINO.
Mineira que escreve para mandar a ansiedade embora. Viciada em seriados, filmes e música. Ama quadrinhos e livros. Prefere ficar em casa do que ir pra balada.

*fonte da imagem*

0 comentários:

Postar um comentário