O amor é brega. E quem não é?

quinta-feira, 16 de junho de 2016

CLOZAPINA




Depois de um cigarro soprado pela janela volto a cama totalmente desarrumada por nós.
O cheiro de vergonha nos inebria.

A respiração pesada e o suor acusam sua situação. Você está rendida. Você teve o que quis. Você foi desejava e tratada como objeto de desejo. Você se sentiu um objeto. E você queria se sentir assim.

Sexo.

Os chatos te julgarão. Quem conhece a beleza não.

Não sobra muito a aquele que é vazio além da crítica. Quem sempre será feio nunca aceitará o belo.

Quem não sentiu acha que é pecado ser feliz.

Enquanto planejam um modo de nos sabotar damos goles e beijos. Tragos e vícios. Tudo que dizem ser incorreto. Tudo que nos faz sentir vivos.

Eu, você e todas formas de pecar.

Eles, o mundo e todas maneiras de justificar seus fracassos.

E nós não temos tempo para pensar no que eles acham ser o correto. Já sabemos que isso não existe. O que importa é ser feliz.

E enquanto quem não sabe tenta encontrar o termo certo e a maneira certa de chamar as coisas nós fodemos.

HELIARLY RIOS
É um amante. De política, economia e futebol. É um apaixonado por F1 e NFL. Garante o pão de cada dia e um teto para descansar trabalhando como analista contábil. Seu único amor é escrever de forma irresponsável e livre de culpa. O resto são paixões.

2 comentários: