O amor é brega. E quem não é?

sexta-feira, 15 de abril de 2016

QUERO VIAJAR O MUNDO COM VOCÊ!



"Vamos fugir pr'outro lugar, baby.
Pr'onde quer quer você vá
Que você me carregue."
Vamos Fugir - SKANK

Quero descobrir os quatro cantos do mundo ao seu lado. Saber se as auroras boreais da Finlândia são realmente tão bonitas quanto dizem, às margens do lago Inari. Quero experimentar a loucura de Las Vegas, com os jogos que aguçam a minha competitividade e a excentricidade dos que posam felizes pelas ruas da cidade. Quem sabe me entregar à loucura de casar com você – assim de forma inesperada - em uma capela 24h, enquanto ouvimos os Beatles cantarem os nossos votos.

Quero caminhar contigo pelos campos de girassóis da Toscana e ver no teu sorriso a minha felicidade. Quero fazer juras de amor - dizer que estarei contigo até o nosso último suspiro - em frente a Árvore da Vida. Eu desejo voar pelos céus e observar lá de cima, em um balão colorido e cheio de vida, o mundo se apequenar diante de nossos olhos, se tornar quase insignificante comparado à nossa alegria de viver a vida.

Quero andar pelos salares da Bolívia e, quem sabe, rir de você quando me disser para não lamber o chão, que o sal faz mal à saúde. Observar os cactos ao longe e lembrar que nós dois gostamos de desenhos animados, imaginar o Pica Pau contracenar com o Zeca Urubu em algum episódio de nossa infância. Quero andar de jipe pelo Deserto do Atacama, no Chile, e ver as lagoas multicoloridas ao lado dos vulcões que enchem os olhos dos visitantes. Eu quero, quero muito, ver se o céu de lá é realmente o mais estrelado do mundo ou se ele perde para as estrelas que habitam em teus olhos.

Quero deitar em um parque no Japão e contemplar, como em um ritual, a beleza surreal que as flores de cerejeira têm. Andar pelo tapete de pétalas debaixo de nossos pés, ver a felicidade das crianças, o amor dos velhinhos e, mais uma vez, dizer que te amo em outro continente. Quero, à tardinha em um restaurante qualquer, rir com você do meu desastre em usar hashi e, sacrilegamente, deixá-los de lado e comer com as mãos.

Em nosso carro, quero cortar o Brasil em direção ao Peru. Conhecer Cusco, andar pelas suas ruas de pedras que nos levam de volta aos Incas e te amar em outra época. Passear de mãos dadas pela cidade de Lima, mostrar a minha boa forma enquanto caminhamos por Machu Picchu e terminar o dia sendo carregada, porque na verdade eu sou mesmo é sedentária.

Eu quero caminhar na rua, na esquina, na marginal. Quero atravessar as avenidas da vida, explorar os países, do Hemisfério Norte ao Hemisfério Sul, do Oiapoque ao Chui, do Acre ao Rio Grande do Sul. Eu quero. Quero muito. Quero tanto percorrer os quatro cantos do mundo ao seu lado. Observar toda a beleza que foi, há tempos, reservada para nós e te dizer que não importa onde estejamos, onde nós iremos, pois o meu lugar sempre será em você. Você é o meu lar.

0 comentários:

Postar um comentário