O amor é brega. E quem não é?

sexta-feira, 29 de abril de 2016

EU NUNCA DISSE QUE PRESTAVA


Não tenho ares de príncipe, muito menos de santo. Me basto, e te disse isso. Te falei: "eu não sou o homem da sua vida". Sou só mais um que não vai te ligar no dia seguinte ou te convidar para um desses jantares românticos. Muito menos um cinema em um final de uma tarde de domingo.
Não há nada de errado com teu corpo, nem com a forma como prendes o cabelo, entenda, não é você, sou eu. Ninguém te obrigou a sorrir quando levantei minha garrafa de cerveja aquela noite em forma de cumprimento às tuas curvas; aliás, que curvas. Perdi-me inúmeras vezes nelas e teu tesão ainda grita pelos vidros do meu carro.
Eu não vou voltar, eu nunca volto. Não é porque você não vale a pena, é porque eu sou um galinha mesmo.
Admito que não quero me envolver com ninguém a longo prazo. Nada em parcelas, absolutamente nada. Prazer é momentâneo, pra sempre é só o tempo que passa e ora ou outra ele passa por ti, ele vai me deixar ir embora, como fez com todas as coisas que você tentou segurar, mas não teve forças.
Tenho estigma de criança curiosa que gosta de colocar o dedo na tomada, de propósito, só pra tomar choque. Gosto de ver até onde da pé e mergulhar nas minhas certezas, porque sempre tive medo de lidar com as dúvidas.
Desculpa ser mal educado, mas não te devo satisfações e não me importa se você contou para aquela amiga da faculdade sobre a forma como te chamei de linda, ou os planos que você fez na inocência das tuas próprias preces, mesmo sabendo que eu sou o inferno na terra. Eu não vou chegar em um cavalo branco, eu nem chegar vou, pra te ser bem sincero.
Você vai me odiar por alguns dias e apertar teu travesseiro ensopado de choro na gana que ele seja meu pescoço.
No fim, vamos nos esbarrar por alguma dessas esquinas da vida, daqui uns meses, por peça do destino que insiste em achar graça das tuas pernas que tremem ao me ver cumprimentando outra garota, da mesma forma que fiz contigo. Um beijo e fica com Deus, porque comigo, não vai dar. Pelo menos não hoje.

Fonte da Imagem

0 comentários:

Postar um comentário