O amor é brega. E quem não é?

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

PEDI UM TEMPO PRA MIM


Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo único, singular, um tempo de cores e luzes
Tempo de deixar livre o coração, a imaginação

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo de falar com estrelas, mas não sei se falaram comigo
Notei que sorriam, riram de mim, riram do meu cabelo esvoaçado ao vento

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo em que eu não faria nada
Em que o relógio seria brinquedo

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo em que eu não buscasse respostas
Aquele mesmo tempo em que eu não faria questão de perguntas

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo de deitar e rolar no chão
Tempos... tempos de despir qualquer emoção

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo de ter fé, minha fé que move montes
Tempo de ter fé no motivo que me faz ficar de pé

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo em que me vivi por alguns instantes
A vida era mais simples que a chuva

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo onde o coração canta como a corda do vento
E o vento voa como a corda do amor

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo de fazer tudo diferente.
Um tempo de colorir.

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo em que escutei de uma folha que o beijo é uma mágica.
Uma espécie da magia sem volta.

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo em que músicas eram abraços
E abraços eram troca de olhares

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo sem ida
Um tempo sem volta

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo onde números não teriam importância
Somente o gosto pelo o que ainda está por vir

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo momentos menina
Um tempo momentos mulher

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo onde eu deveria desenhar um casal
Mas decidi apenas abrir a janela

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo de reparar como o tempo faz mágica
Tempo de pensar nos velhos tempos e virar uma página

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo pra ser intensa
Tempo em que eu deveria pensar em tudo, mas senti desejo de pensar em nada

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo em que aprendi que a menina aprende a amar
A mulher aprende a viver

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo de tirar os sonhos de dentro do armário
Tempo de esperar o tempo passar

Hoje eu pedi um tempo pra mim
Um tempo em que parei por alguns minutos e cheirei uma flor
E assim descobri o que é ter um tempo pra mim.  

(Fernando Suhet/Nathália Patrocínio)
Imagem retirada do site: Obvious.

2 comentários:

  1. A vida escorre entre os dedos e muitas vezes não percebemos o quanto precisamos abdicar de algumas coisas, deixar de lado algumas preocupações, para conseguirmos viver melhor. Compraria tempo se ele fosse comercializado. Compraria sim :*

    ResponderExcluir
  2. Tô precisando tirar um tempo pra mim. Quanto tempo faz?

    Lindo.!

    ResponderExcluir